Vigilância Ambiental alerta para casos de dengue

postado em: Saúde | 25

Autoridades do Brasil estão em alerta devido a um aumento muito significativo dos registros de casos de dengue em 2020, sendo considerada uma doença endêmica diante do cenário atual, uma vez que é uma doença infecciosa com incidência significativa. Foram notificados 94.149 ocorrências suspeitas da doença somente nos dois primeiros meses do ano, além de 14 mortes confirmadas.

Ainda não foram definidas oficialmente as causas que levaram os casos de dengue a crescerem tanto a partir de 2019. Houve uma grande correlação com o fato de pessoas que já haviam sido infectadas pela doença, terem a contraído novamente, sendo que a segunda infecção pela patologia tende a ser mais grave do que a primeira, deixando menor espaço de tempo entre o aparecimento dos sintomas e a forma mais grave da doença, incluindo o óbito.

Por enquanto, a vacina contra a dengue está em fase de testes, e ainda não há previsão para fornecimento de forma gratuita. Deste modo, o método mais eficaz de evitar a doença é acabar com a proliferação do mosquito Aedes aegypti, responsável pela transmissão do vírus. Para isso, contamos com a ajuda de todos os cidadãos e cidadãs no que concerne a eliminação de criadouros. O Aedes aegypti tem sua circulação intensificada no verão, em virtude da combinação de temperaturas mais quentes e chuvas. Para se reproduzir, ele precisa de locais com água acumulada.

Portanto, é de fundamental importância que a população aja efetivamente no combate ao mosquito, eliminado criadouros e impedindo o seu nascimento. Todos somos responsáveis pelo combate ao mosquito, que deve ser feito todos os dias, e pelo cuidado com nossas residências, pátios, quintais e terrenos baldios. É uma questão de saúde pública e de cuidado com as nossas vidas.

Por, Assessoria de Comunicação/Fonte, Vigilância Ambiental em Saúde.

Comente

Comentários

25 Responses