Vigilância: 13,96 toneladas de lixo foram recolhidos pela prefeitura

postado em: Saúde 0
LIRAa apontou um acréscimo de 18,9%. Foto: comunicação.

Para adotar e recomendar medidas de prevenção, o setor da Vigilância Ambiental em Saúde de Condor, vem promovendo ações de combate ao surgimento de doenças. O intuito é diminuir o índice de infestação predial observado no último LIRAa, que foi realizado entre os dias 08 e 19 de fevereiro.

O LIRAa (Levantamento de Índice Rápido para Aedes aegypti) mostrou que a infestação pelo mosquito Aedes aegypti está alarmante, visto que o índice saltou de 1,2%, em dezembro de 2020, para 19,2%, em fevereiro de 2021.

Os depósitos mais encontrados continuam sendo os recipientes pequenos, potinhos e/ou copinhos descartáveis (lixo doméstico), que deveriam ser encaminhados para o recolhimento, mas que foram deixados nos pátios (65,9%), além das lonas e pneus (18,2%). Também foram encontradas larvas em recipientes que acumulam água da chuva (12,7%) e bromélias (3,2%).

Para evitar um surto de dengue no município, a Vigilância Ambiental e o setor de Obras e Limpeza Urbana, organizou um mutirão de limpeza nos dias 02,03 e 04 de fevereiro. Nos dias 02 e 04 foram recolhidos 12,93 toneladas de lixo descartável, pela empresa SIMPEX, e no dia 03 foram recolhidos 1,03 toneladas de pneus, móveis e eletrodomésticos, entre outros, pela prefeitura municipal.

A equipe da Vigilância Ambiental reforça para a comunidade sobre a necessidade de observar os pátios, quintais e terrenos baldios, descartando todo e qualquer recipiente que possa acumular água e servir de depósito para o mosquito Aedes aegypti.

“Aproveitem este momento de isolamento social, para cuidar das casas, afim de evitar mais uma doença em nosso meio. Todos precisam colaborar.” (Eloísa Kasper – Agente Ambiental).

Por, Assessoria de Comunicação/Fonte, Vigilância.

Comente

Comentários