Página Inicial » Agricultura » Estiagem: Secretaria da Agricultura está avaliando impactos na produção agrícola

Estiagem: Secretaria da Agricultura está avaliando impactos na produção agrícola

Agricultura
Segundo a pasta, os órgãos municipais estão avaliando a possibilidade de decretar situação de emergência no município.

 

Lavoura de milho – Linha Raiz. Foto, ASCOM – Prefeitura de Condor.

Após, municípios da região decretarem situação de emergência devido aos problemas causados pela falta de chuvas no Estado, os órgãos públicos municipais, Prefeitura e Secretaria da Agricultura, estão buscando junto aos produtores rurais de Condor, fazer uma avaliação das perdas causadas até aqui.

“Estamos realizando in loco, um levantamento sobre a intensidade e a amplitude do impacto desta adversidade na produção agrícola, para dimensionarmos os níveis das perdas”, disse o secretário da pasta, Clenio da Silva Amaral.

No dia 23 de dezembro, os representantes municipais, participaram de uma reunião da AMUPLAM, com os municípios da região, Defesa Civil, Famurs, técnicos da Emater Ascar, Sindicatos Rurais e outras entidades para avaliar os estragos da estiagem na região. De acordo com o órgão, a maior preocupação é com as lavouras de milho e soja e prejuízos também na produção de leite. Com relação a soja, as plantas estão em fase de crescimento e a chuva, é um fator essencial neste momento.

O Estado, através do Programa Avançar na Agropecuária e Desenvolvimento Rural, anunciado no início de dezembro, estuda implantar nas propriedades rurais construções de açudes e sistemas de irrigação para o enfrentamento da estiagem. Na proposta o recurso de R$ 275,9 Milhões será destinado para as regiões onde houver maiores impactos e perdas.

Estado investirá R$ 275,9 milhões no Avançar na Agropecuária e no Desenvolvimento Rural

Em Condor, neste primeiro momento, está sendo realizado o levantamento inicial das perdas nas propriedades rurais em conjunto com entidades municipais e empresas ligadas ao setor do agronegócio. Após os dados técnicos, o relatório é encaminhado para a Defesa Civil municipal a qual encaminha ao Estado o pedido de emergência para que o município, com base nos dados fornecidos, possa emitir o decreto.

Por, ASCOM – Prefeitura de Condor