Conselho Tutelar de Condor adere a Campanha “Maio Laranja”

postado em: Conselho Tutelar | 0

 

Colaboradoras do Conselho Tutelar de Condor. Foto, Comunicação.

Um mês de alerta a toda a sociedade sobre o combate ao abuso e à exploração sexual de crianças e adolescentes. De acordo com as pesquisas 52% dos casos de exploração, violência ou abuso sexual ocorrem dentro da casa da vítima, e apenas um em cada 10 casos é notificado às autoridades.

Foi determinada oficialmente a Lei 9.970/2000, em memória a menina Araceli Crespo, de 08 anos de idade, que foi sequestrada, violentada e assassinada em 18 de maio de 1973 em Vitória (ES). Por isso o dia 18 de maio ficou oficialmente marcado como o “Dia Nacional de Combate ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes”.

O Comitê Nacional de Enfrentamento à Violência Sexual de Crianças e Adolescentes incentiva que em todo o Brasil sejam realizadas ações que visem alertar toda a sociedade sobre a necessidade da prevenção à violência sexual.

Diariamente crianças e adolescentes são expostos a diversas formas de violência nos diversos ambientes por eles frequentados.

A violência sexual de crianças e adolescentes pode ocorrer em várias idades (incluindo bebês), e em todas as classes sociais, podendo ser de várias formas, como:

  • Abuso sexual: a criança é utilizada por adulto, ou até um adolescente, para praticar algum ato de natureza sexual;
  • Exploração sexual: usar crianças e adolescentes com propósito de troca ou obter lucro financeiro ou de outra natureza em turismo sexual, tráfico, pornografia, ou também em rede de prostituição.

Havendo alguma suspeita é possível fazer a denúncia por meio do canal Disque 100. A ligação é gratuita, funciona todos os dias da semana, por 24h, inclusive sábados, domingos e feriados. A denúncia pode ser feita também na Polícia Militar, pelo número 190, ou Polícia Rodoviária Federal, pelo 191 e também através do Conselho Tutelar pelo telefone 99115-9772. O sigilo é garantido, e as ligações podem ser feitas por aparelhos fixos ou móvel.

Faça sua parte, não se cale, denuncie!

Por, Assessoria de Comunicação. Fonte, Conselho Tutelar.

Comente

Comentários