Condor realiza palestra em alusão ao Setembro Amarelo

postado em: Eventos, Saúde | 49

Durante todo o mês de setembro, a Administração Municipal e a Secretaria Municipal da Saúde, vem trabalhando com a Campanha de Prevenção e Combate ao suicídio. Ontem (18), no Centro de Eventos do CRAS de Condor, o psicólogo, Guilherme Caneppele Ulmann de Crissiumal, RS, ministrou uma palestra para a comunidade condorense. A mesma teve como temática principal, a importância em falar da depressão, fator culminante para a ocorrência dos suicídios. O evento também contou com a participação do Educador Físico Juliano Silva, promovendo uma atividade para o momento.

Segundo Guilherme, a depressão vem acompanhada de muitos sintomas, como, pessimismo, falta de esperança, sensação de vazio, incapacidade de tomar decisões do dia a dia, falta de concentração e interesses em atividades prazerosas, perda de energia, alterações no sono.

” A conclusão para a doença, é realizada no momento da consulta médica. Muitas vezes apenas um ou dois sintomas de forte intensidade, já podem ser um diagnóstico de Depressão”.

Especialista na Terapia Cognitiva Comportamental, Guilherme explica que uma pessoa depressiva vê o mundo e a si de forma distorcida. Existe a realidade, mas também uma interpretação da realidade, onde a pessoa vê o mundo através de uma janela, sendo que a realidade que acontece lá fora, é diferente da realidade transportada para dentro. A pessoa acaba criando uma imagem distorcida de si mesma, com todos os seus defeitos; tendo ainda uma visão pessimista de seu futuro.

“O que precisamos fazer enquanto ser humano, é ajudar esta pessoa a ter uma visão mais transparente de si, dando a ela apoio contínuo”.

O psicólogo salienta que em muitos quadros depressivos, a depressão, acaba sendo um excesso de passado, onde a pessoa se prende a situações vivenciadas no passado de maneira excessiva, revivendo situações negativas. Assim a doença se manisfesta por trazer esta lembrança (sofrimento e tristeza) ao presente.

Participaram do evento, autoridades municipais, secretários, servidores públicos e a comunidade em geral.

Redação: Eliéser Wehr

Comente

Comentários

49 Responses