Condor participou da 8ª Conferência Estadual da Saúde

postado em: Saúde | 0
Nos dias 24, 25 e 26 de maio, no auditório Araújo Viana em Porto Alegre, foi realizada a 8ª Conferência Estadual da Saúde, com a temática: Saúde como Direito, Consolidação e Financiamento do SUS. Representando o município de Condor, estiveram presentes, Alice Molz de Freitas e Stefany Kuhn, representando os usuários do SUS; Eni Wehr, representando a gestão, e Eloisa Kasper, representando os servidores. Na oportunidade a servidora Eloisa, foi delegada como substituta para representar o Rio Grande do Sul na Conferência Nacional que ocorrerá no mês de agosto.

Texto de Eloisa Kasper:

Autoridades, formadores de opinião, políticos, intelectuais, muitos passaram a crer em sua inviabilidade e a apostar na saúde como negócio, o mercado da doença, como forma de assegurar atenção aos brasileiros. Apesar de toda sorte de dificuldades, não podemos desistir do SUS. Devemos, sim, debater formas de avançar na sua implantação como sistema universal. A saúde só se materializará por meio de uma rede de serviços que assegure acesso, atenção integral e equidade. A falta de recursos para a rede pública confrontada com políticas públicas de apoio à privatização conduziram o sistema de saúde a uma encruzilhada. Hoje, nem o SUS, nem os planos privados conseguem responder adequadamente às demandas e às necessidades de saúde.

A consolidação dos princípios do SUS implica na garantia da universalidade de acesso (determina que todos os cidadãos brasileiros, sem qualquer tipo de discriminação, têm direito ao acesso às ações e serviços de saúde), integralidade de assistência (presente tanto nas discussões quanto nas práticas na área da saúde e está relacionada à condição integral, e não parcial, de compreensão do ser humano), equidade (atendimento aos indivíduos de acordo com suas necessidades, oferecendo mais a quem mais precisa e menos a quem requer menos cuidados) e gratuidade, através de um modelo de atenção resolutivo, com uma gestão unificada, regionalizada e hierarquizada.

É preciso ter a compreensão de que o Sistema Único de Saúde – SUS é um grande sistema de saúde. O financiamento deve ser adequado e suficiente para o SUS, garantindo a saúde como direito constitucional, assegurando que o sistema público de saúde receba os recursos financeiros suficientes para uma saúde universal de qualidade, segundo as necessidades a população, visto que a forma como está deixa os municípios sobrecarregados com gastos em saúde. A Conferência busca debater um movimento político, com base social e parlamentar, capaz de assegurar recursos suficientes para a expansão e a qualificação do SUS e, ainda, especificar com clareza a destinação de novos recursos para a saúde.

Comente

Comentários